Pesquisar

sexta-feira, 13 de junho de 2008

Você está vivo???

Hoje comecei a ler o Apocalipse do Apóstolo João. Desde maio do ano passado, quando terminei de ler a minha outra bíblia, eu não lia o último livro das Escrituras Sagradas.

Várias partes me chamaram a atenção... mas, vou compartilhar com você sobre a Igreja de Sardes.
Apocalipse 3
1 E AO anjo da igreja que está em Sardes escreve: Isto diz o que tem os sete espíritos de Deus, e as sete estrelas: Conheço as tuas obras, que tens nome de que vives, e estás morto.
2 Sê vigilante, e confirma os restantes, que estavam para morrer; porque não achei as tuas obras perfeitas diante de Deus.
3 Lembra-te, pois, do que tens recebido e ouvido, e guarda-o, e arrepende-te. E, se não vigiares, virei sobre ti como um ladrão, e não saberás a que hora sobre ti virei.
4 Mas também tens em Sardes algumas pessoas que não contaminaram suas vestes, e comigo andarão de branco; porquanto são dignas disso.
5 O que vencer será vestido de vestes brancas, e de maneira nenhuma riscarei o seu nome do livro da vida; e confessarei o seu nome diante de meu Pai e diante dos seus anjos.
6 Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas.

Muitas coisas há pra ser ensinado sobre essa igreja... mas, o que mais me chama a atenção é o fato de "ela ter nome de quem vive, mas não vive".

Como assim? Nome de quem vive, mas não está viva?
Como isso é possível?

Primeiro,vamos conhecer um pouco mais sobre Sardes.
Sardes era uma cidade rica, a 48 km a sudeste de Tiatira. No século VI a.C., era uma das maiores cidades do mundo, governada pelo famoso rei Creso (conhecido na Grécia como Midas), famoso por suas grandes riquezas. Mas,essa glória acabou quando os persas conquistaram a cidade em 546 a.C e Alexandre, em 334 a.C. Em 17 d.C, um terremoto a destruiu e Tibério César a reconstruiu.
A igreja de Sardes estava também em constante perigo de corrupção interna e colapso.

Tipicamente, podemos compará-la às igrejas que começam bem, mas perdem seu fervor espiritual depois de pouco tempo e começam a viver dos louros do passado. Tal era o caso da igreja moribunda de Sardes. Quando o apóstolo João escreveu a carta, essa igreja local que estivera calcada no Evangelho encontrava-se espiritualmente morta.

E você está vivo também? Ou vive do passado, quando era cheio do Espírito Santo (mas, hoje não tem mais nada), quando operava milagres, quando cantava, quando pregava, quando evangelizava?

Como está você hoje? Antes você era uma bênção, mas hoje...

Vai dizer que você não é ou não conhece ninguém assim? Na minha igreja, muitos de nós somos assim... vivemos dizendo que antes éramos uma bênção, dizem que querem, mas não fazem nada (recomendo você ler a "Clama a Mim").

Quantos nós não conhecemos que vivem da glória do passado? Mas, do quê adianta o passado? O passado já passou... o tempo oportuno é hoje!!!

''Você precisava me ver ano passado! Eu era uma bênção! Muito usado!!!''

Mas e hoje,criatura? Hein? Por que você não é mais usado? Você tem nome de quem vive, mas não vive mais! Está morto!

Imagine um belo de mausoléu, bonitinho, grande, mármore, belo.. mas por dentro é morte, podridão, ossos, vermes, pó!!! POR FORA É BELO, MAS POR DENTRO É SÓ MORTE!!!
São sepulcros caiados! Não há vida!

Não sei onde eu vi isso, mas é bem interessante: O pior lugar pra mim estar é em um lugar onde Deus esteve um dia.

Por quê?
Ora essa, do que me adianta estar em um lugar onde Deus esteve, mas não está mais?

Não me adianta ter aparência, beleza exterior, parecer, ser algo bonito por fora... e por dentro, estar morto.
Deixe as aparências... os títulos.. a glória do passado.. o pecado... deixe o nome de quem vive.... deixe a morte....e viva!!! Vida! Receba vida de Deus! Sardes parecia estar viva, mas por dentro, em seu coração, estava morrendo, suas obras eram imperfeitas. Não devemos parecer estar vivos só por fora. Precisamos estar vivos de verdade, nosso coração deve ser apaixonado por Jesus! Nossas obras devem ser agradáveis ao SenhorVocê é um vale?