Pesquisar

terça-feira, 15 de setembro de 2009

Vá comer sabão SBT!


O diretor de rede do SBT, Guilherme Stoliar, foi nesta segunda-feira (14) a Brasília reclamar ao Ministro das Comunicações, Hélio Costa, do avanço das igrejas, principalmente evangélicas, sobre a programação das TVs.

Ah, tá!


Então pro senhor diretor, pra seguir o tal decreto que ele citou (Decreto 52.795/1963, que disciplina as operações de rádio e TV), que diz que as programações têm de ter “finalidade educativa e cultural” (e que as emissoras não podem vender mais de 25% de seus espaços, uma das reclamações dele), o SBT é um poço de cultura!

E o PROGRAMA DOMINGO LEGAL? Isso é cultura?
Fico enojado com a minha irmã de 14 anos vendo aquele programa que coloca funks com letras pervertidas em pleno horário da tarde. Como é possível que mulheres semi-nuas rebolando, e cantores de funk cantando músicas com letras imorais, sensuais e pornográficas seja educativo? Domingo passado tinha uma música em que imitavam um orgasmo. Que cultura!

E o PROGRAMA SÍLVIO SANTOS que, certo domingo quando ainda era de tarde, apresentava uma tal cantora de uma tal Gaiola das Popozudas rebolando?

E esses dois programas não se dedicavam à família? Não eram para ser para todas as idades? Como é que programas assim existem e são classificados como tendo "finalidade educativa e cultural"?

E a tal série CALIFORNICATION? Califórnia e fornicação juntas! Que nome bom né?
Mostrando o tempo todo cenas de sexo e mulheres nuas. Ó que coisa educativa!

E as tais PEGADINHAS PICANTES? Cenas com mulheres praticamente nuas, educando a quem?
Descobri que isso passava domingo, quando mudei de canal. E ontem, segunda, depois que terminou a estreia de HARPER'S ISLAND (que vi e vou ver hoje de novo) passou isso de novo. Desliguei a bendita TV embasbacado.
Aqui em Canutama, o fuso horário é uma hora a menos que a hora de Brasília. Então, imagine quantos jovens e adolescentes não podem ver isso em toda a Região Norte, já que não é tarde ainda (21hs aqui)?

E aquele maldito programa SEM CONTROLE, que graças a Deus acabou (eu acho). As atrizes eram atrizes pornográficas famosas pelos filmes das Brasileirinhas! Semi-nuas, é claro, e com constante incentivo ao sexo. Que educativo, não é mesmo?

Parabéns Senor Abravanel! Parabéns Sr. Guilherme Stoliar! Verdadeiramente o SBT é um exemplo em cultura e educação para o Brasil.
Claro que educando os viciados em masturbação...

Nota:

Não que eu concorde com os inúmeros programas evangélicos na TV. Não os estou defendendo. Muitos deles só servem para propagar erros, exaltar pregadores e denominações.
Se o executivo do SBT quiser achar ruim os programas evangélicos nas grades das emissoras que ache. Mas, o que que ele tem com isso? Afinal de contas, o SBT (junto com a GLOBO) é uma grande emissora que ainda não aceita programas religiosos. O SBT tem todo o direito em exibir o que quiser. Se o Sr. Abravanel quer exibir pornografia, o problema é dele.

Então, por que reclamar? Estão lhe tirando IBOPE é Sr. Stoliar?

Notícia: SBT protesta contra evangélicos na TV

[Só pra constar: eu assisto alguns programas do SBT. A reclamação é da atitude do Diretor Stoliar, que está se movendo contra os programas religiosos.]

César Aquino Bezerra.