Pesquisar

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Desabafo de um pecador: A cruz e eu



Senhor Jesus,

Aqui é o César. Sei que Tu sabes de tudo o que já fiz, o que farei e o que estou pensando agora. Sei que és Santo e Poderoso, Eterno e Justo, Maravilhoso e Misericordioso. O Senhor é único digno do meu louvor, da minha adoração e da minha vida, pois na Cruz me compraste com Teu sangue.

O Senhor sabe como é difícil para mim estar aqui neste momento, escrevendo isso. Sabendo que és Onisciente, fico sem graça de falar Contigo. Mas sei que rasgaste o véu exatamente para que fosse possível eu falar com Você.


Como sabes, nasci em uma família evangélica. Cresci em uma igreja batista, e aprendi as Sagradas Escrituras. Desde pequeno comecei a ler a Bíblia. Mesmo crescendo na igreja, nunca entendi o Senhor.
Digo, nunca conheci o Senhor. Nunca busquei Te conhecer de verdade, se bem que nunca me disseram que isso era possível.
Já tinha lido a Bíblia várias vezes e ela nunca me penetrou como espada de dois gumes.

As pessoas me respeitavam como um conhecedor da Bíblia. E eu estava entrando na adolescência!
Mas, vivi a adolescência sem saber nada de Ti. Vivia magoado, chorando, tinha ódio da minha família!
Só o Senhor e eu sabemos o que eu passei no meu quarto, praticamente todas as noites, chorando e amaldiçoando a minha existência. Só nós sabemos o quanto eu disse que queria morrer, não ter nascido!
O Senhor sabe o quanto eu odiei ser adolescente...

E o quanto eu pequei! Como eu pequei! Me envorgonho em confessar que me masturbei muito. Porque ninguém me disse que isso era errado? Porque eu não Te conheci?
Porque nesses momentos horríveis de adolescência, eu não conheci o Consolador que prometeste? Eu imagino como minha vida teria sido diferente se eu, ao invés de ter as lágrimas de ódio, a masturbação, os desenhos e os livros como amigos, eu tivesse tido o Teu Espírito como Amigo! Imagino que eu teria sido um adolescente/jovem como Timóteo.

E mesmo com a vida suja e negra de pecado e ódio, eu continuava fiel à igreja. Não à Ti.
Vivia na mentira. Minha vida era tão distante de Ti como a de qualquer descrente.

Crescendo, com 16 anos, algo inexplicável aconteceu!
Eu comecei a ver meus erros, aprendi com cd's, dvd's e livros que a Tua Presença é real e disponível hoje! Pra mim!

E com isso, no fim de 2006/começo de 2007, em meu quarto, comecei a orar e a clamar a Você. Quantas horas passei orando sozinho falando Contigo. E minha vida começou a mudar! Como era possível?

Minha ira diminui, minha vontade de suícidio desapareceu. E em junho, deixei a Batista e entrei na Assembleia de Deus.

E agora cheguei onde queria (como se Tu não soubesses!)...

No começo de 2007 e depois já na Assembleia, foi que as Tuas Palavras começaram a fazer sentido para mim.

Dezenas de vezes eu li Filipenses 2.6-8 e nunca entendi isso de verdade. Mas, quando compreendi...


6 Que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus,
7 Mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens;
8 E, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz.

Como é que o Senhor se humilhou por mim? Eu nunca entendi o mistério da Tua encarnação. Emanuel.
Senhor Jesus, se fizeste homem por mim? Morreu na cruz por mim? Deu sua vida por mim?

Eu sempre falava no Teu imensurável amor. E como ele é verdadeiro. Nunca poderei compreender a grandeza desse amor.Amor tão grande assim não existe, nunca existiu e nunca haverá.

Como o Pai me amou a ponto de Te entregar por essa multidão de pecadores que merecia ser destruída. Eu sempre pregava dizendo que Deus poderia ter destruído todo o planeta e feito uma nova criação se assim quisesse, mas preferiu enviar Seu Filho, o Senhor, para nos salvar, por nos amar.

Esse amor é incompreensível para mim! É loucura! Como Deus, como Você, Jesus, poderia se entregar por mim, morrer por mim numa cruz?
Como sofreste por mim na Cruz? Não posso imaginar a Tua dor naquela cruz! Não posso imaginar ou entender Teu sofrimento!

Obrigado! É a única coisa que posso fazer. Muito obrigado!

Mas...

Mesmo assim, sou um pecador miserável! Como eu peco Senhor!
Como eu desprezo Teu sacríficio pecando tanto!
Lá naquela cruz tu sofreste a dor da rejeição, dor da minha rejeição. Pois eu continuamente Te rejeito pelo pecado. Perdão! Eu Te quero, não quero morrer no pecado. Quero viver para Ti e Contigo!

Senhor Jesus, eu peco muito. Eu estou pecando e fico pensando que depois peço perdão, choro, e está tudo certo. Perdoa-me Jesus!

Eu sou tão imundo. Sou o pior dos pecadores, pois conheço Teu sacríficio e Teu amor e continuo me entregando ao pecado. Perdoa-me! Por te desprezar, Senhor, perdoa-me. Eu sou um miserável!
E não quero dizer isso para me fazer de coitadinho. Eu sou pecador e reconheço isso. Pois não sou. Me humilho pedindo perdão por sê-lo.

Senhor, perdoa-me.

Eu já me desviei publicamente. Isso as pessoas sabem. Mas só eu e o Senhor sabemos quantas vezes me desviei estando dentro da Igreja. Quantas vezes, dentro da Igreja, eu me encontrei longe de Você.
Eu já passei muito tempo longe do Senhor mesmo sendo crente, indo todo dia pra Igreja e lendo a Bíblia.
Perdoa-me Jesus por me desviar de Ti. Perdoa-me por ser pecador!

Senhor Jesus, escrevo esta carta contando que preciso de Ti, que quero estar perto de Ti. Quero andar longe do pecado e perto de Ti. Quero andar Contigo Senhor Jesus!

Já li muitos testemunhos, já ouvi tantas mensagens, ouvi tantas cd's e dvd's de pessoas contando que andaram Contigo.... e eu não consigo!
Como eu chorei lendo a biografia de homens como Jonathan Edwards, John Wesley, George Whitefield, David Brainerd, C. H. Spurgeon, D. L. Moody, Jonathan Goforth, homens que andaram Contigo e foram usados poderosamente por Ti! E eu sei que isso também é possível na minha vida.
Mas... como se eu sou tão pecador e anda tão distante?

Senhor!

Eu Te agradeço por que o Senhor levou sobre Si as minhas dores e os meus pecados! Agradeço por teres sofrido tanto por mim naquela cruz! Agradeço pois naquela cruz foi cravada a minha dívida!E como diz o antigo hino: "Sim, eu amo a mensagem da cruz!"
Eu amo a mensagem da cruz! Sim, pois a cruz é o lugar da libertação, da cura, da salvação e da redenção feita pelo Cordeiro de Deus. Cordeiro Santo de Deus, que tira o pecado do mundo eu Te louvo! Tu és adorado pois Teu é o poder, a glória, a honra, a majestade, o domínio e o louvor pelos séculos dos séculos!

Agradeço pois Teu amor me constrange, e eu sei em quem tenho crido e estou bem certo que Nele está a minha salvação e a minha vida! Em Ti Verdadeiro Deus! Mediador e Sumo Sacerdote entre Deus e os pecadores, como eu. 

Ah, a cruz! Obrigado por que nela me perdoaste e me salvaste.

Senhor Jesus, eu quero te amar de verdade, e Te servir de verdade!
Muito obrigado...

De César Aquino Bezerra,
o pior dos pecadores.

Canutama, 24 de Novembro de 2009.