Pesquisar

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Neopentecostalismo 2

O altamente recomendável livro de Ricardo Mariano

Com o neopentecostalismo, portanto, a velha "mensagem da cruz', discurso teológico que pregava o sofrimento terreno do cristão, caiu por terra e, sem qualquer compadecimento, foi sumariamente soterrada.
Daí que, no cotidiano dos cultos e na vasta programação de rádio e TV dos neopentecostais, conhecer Jesus, ter um encontro com Ele e a Ele obedecer constituem, acima de tudo, meios infalíveis para o converso se dar bem nesta vida.


Nos templos e na mídia, Cristo é propagandeado como panaceia para todos os males terrenos. Haja vista que a a tarefa primordial desse Deus, razão aliás pela qual o Todo-Poderoso é tão assediado por seus dedicados servos, é a de protegê-los e abençoá-los pronta e abundamente em todos os campos da vida.

Seus cultos, evangelísticos ou não, sempre batem nesta tecla. Funcionam como pronto-socorros espirituais e como tais são procurados. Baseiam-se em promessas e rituais para a cura física e emocional, prosperidade material, libertação de demônios, resolução de problemas afetivos, familiares, de crise individual e de relacionamento interpessoal.

Ricardo Mariano. Neopentecostais: Sociologia do Novo Pentecostalismo no Brasil. Edições Loyola, 1999.