Pesquisar

sábado, 28 de março de 2009

Você conhece a Bíblia? - II Crônicas



II Crônicas é o 14º Livro da Bíblia e o nono dos livros históricos. Possui 36 capítulos, divididos em 882 versículos.

Originalmente, 1 e 2 Crônicas eram um só livro que aparecia na seção final da Bíblia Hebraica conhecida como os "Escritos" (Ketubim), sendo chamado de “Acontecimentos dos Dias”. Foi dividido e recebeu um novo nome pelos tradutores do AT em grego (Septuaginta ou LXX): “Coisas que Acontecem”. O nome atual, Crônicas, foi dado por Jerônimo na Vulgata.

2 Crônicas abrange cerca de 385 anos, de Salomão entronizado ao fim dos setenta anos de cativeiro
As 37 predições distintas já foram em grande parte cumprida ou estão relacionadas a tipologia. 298 versículos, 31% do livro, são de natureza profética. Somente os capítulos 7 e 8, que registram a oração de Salomão e a aparição do Senhor ao rei após a dedicação do Templo, contém profecias adicionais sobre a futura desobediência e queda de Israel. Porém, há uma sugestão da preciosidade perpétua da área do templo (7.15,16).

Autor e Data

Esdras é o candidato mais provável para a autoria de Crônicas, como afirma a antiga tradição judaica do Talmude. Além disso, os versículos finais de 2 Cr (36.22,23) repetem-se como os versículos iniciais de Esdras (1.1-3).
Isso não apenas reforça o argumento que aponta Esdras como autor de 1Cr, mas pode ser também uma indicação de que Crônicas e Esdras tenham sido em algum momento uma única obra. Soma-se a isso o fato de que 1 e 2Cr tenham estido, vocabulário e conteúdo similares. Esdras era tanto escriba como profeta e desempenhou um papel significativo na comunidade de exilados que retornou à cidade de Jerusalém. Apesar de não podermos afirmar com certeza absoluta, é razoável assumir que “ o cronista” tenha sido Esdras.

Embora seja difícil estabelecer a data exata para 1 e 2 Cr, é provável que a sua forma final tenha surgido lá pelo final do séc. V a.C. O último evento registrado nos versículos finais de 2 Cr é o decreto de Ciro, rei da Pérsia, que dá licença à volta dos judeus para Judá. É datado como 538 a.C e dá a impressão de que Crônicas tenha sido composto pouco tempo depois. No entanto, a última pessoa mencionada em 1 e 2 Cr é realmente Anani, da oitava geração do rei Jeoaquim (1Cr 3.24). Jeoaquim foi deportado pra a Babilônia em 597 a.C. Dependendo de como essas gerações são medidas (cerca de 25 anos), o nascimento de Anani pode ter acontecido entre 425 e 400 a.C. Portanto, a data para 1 e 2Cr pode ser situada entre 425 e 400 a.C.

Algo de II Crônicas

O livro de 2Cr cobre o período que vai do começo do reinado de Salomão, em 971 a.C., até ao final do exílio ao redor de 538 a.C.. No entanto, o cenário específico de 1 e 2Cr é o período de tempo que vem depois do exílio. Durante essa época, o mundo antigo estava sob o controle do poderoso Império Persa. Tudo o que restou dos gloriosos reinados de Davi e Salomão foi a pequena província de Judá. Os persas substituíram o rei por um governador provincial. Apesar de que o povo de Deus tenha recebido licença pra voltar para Jerusalém e reconstruir o templo, a sua situação era muito diferente da dos anos dourados de Davi e Salomão.

O livro de 2Cr tem duas divisões principais. A primeira seção é constituída pelos primeiros 9 capítulos (caps. 1-9) descreve em linhas gerais o governo do rei Salomão. A narrativa dá bastante importância à construção do templo (caps. 2-7) bem como à riqueza e à sabedoria desse extraordinário rei (caps. 8-9). A narrativa, no entanto, termina abruptamente e não faz menção das fraquezas de Salomão, conforme registradas em 1Rs 11.

A segunda seção do Livro é formada pelos caps. 10 a 36. Depois da divisão do reino, se concentram quase que exclusivamente no Reino do Sul, Judá, e discorre sobre a história do Reino do Norte, Israel, só ocasionalmente. 2Cr traça a história dos reinados dos 20 governantes de Judá até ao cativeiro babilônico do Reino do Sul em 586 aC. O livro conclui com o decreto de Ciro libertando e permitindo a volta do povo para Judá (36.22,23).
Reavivamentos ocorreram sob cinco dos oito melhores reis - Asa, Jeosafá, Joás, Ezequias e Josias - mas o formalismo, a apostasia e a negligência espiritual aumentaram em toda a Judá. Os reavivamentos que ocorreram duraram pouco, porque esses reis tementes a Deus criaram filhos que se tornaram idólatras perversos (II Rs diz que Ezequias confiou no Senhor como ninguém antes ou depois dele, e seu filho Manassés é relatado como o pior rei de Judá).

Há três referências claras ao Espírito Santo em 2Cr. É identificado como o “Espírito de Deus” (15.1; 24.20) e como o “Espírito do SENHOR” (20.14). Nessas referências, Ele inspirou ativamente Azarias (15.1), Jaaziel (20.14) e Zacarias (24.20) para que falassem da parte de Deus.
Além dessas referências, muitos vêem a presença do Espírito na dedicação do templo (5.13,14).

I. O período de governo do rei Salomão 1.1-9.31

A ascensão de Salomão como rei 1.1-17
A realização da construção do tempo 2.1-7.22
A riqueza de Salomão 8.1-9.31

II. Os governos dos reis de Judá 10.1-36.16

Roboão 10.1-12.16
Abias 13.1-22
Asa 14.1-16.14
Josafá 17.1-20.37
Jeorão 21.1-20
Acazias 22.1-9
Atalia 22.10-23.15
Joás 23.16-24.27
Amazias 25.1-28
Uzias 26.1-23
Jotão 27.1-9
Acaz 28.1-27
Ezequias 29.1-32.33
Manassés 33.1-20
Amon 33.21-25
Josias 34.1-35.27
Joacaz 36.1-3
Jeoaquim 36.4-8
Joaquim 36.9-10
Zedequias 36.11-16

III. Cativeiro e retorno de Judá 36.17-23
O cativeiro de Judá por Babilônia 36.17-21
O decreto de Ciro para o retorno de Judá 36.22,23

Fontes:
- Bíblia de Estudo Profética;
- Bíblia de Estudo Almeida;
- Bíblia de Estudo Plenitude.

Esse pretenso estudo é apenas um resumo a partir de textos lidos, e, às vezes, algumas considerações minhas. Contudo, apesar de apresentar algumas ideias comuns a muitas correntes, vale lembrar que representa apenas uma pequena parte do grande universo de estudos bíblicos, com suas diversas interpretações do que concebemos como revelação e da diversidade de correntes cristãs.
Ainda reitero que em algum momento esse pequeno texto será revisado, e alterado, a depender do meu tempo e vontade.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Regras:
Não ofenda, ameace ou xingue ninguém.
Não inclua links desnecessários no conteúdo do seu comentário.
Por favor, evite CAIXA ALTA ou erros de ortografia.

OBS: Os comentários dos leitores não refletem as opiniões do blog.

Agradeço a todos que comentam! Muito obrigado, o Ministério César Aquino Bezerra é feito com você!

Siga-me no Twitter e
curta nossa página