Pesquisar

terça-feira, 18 de agosto de 2009

Você conhece a Bíblia? - Joel



Joel é o 2º Livro dos Profetas Menores, o 7º Livro Profético e o 29º Livro da Bíblia. Joel contém 3 capítulos e 73 versículos. O nome Joel significa Javé é Deus.

O Livro de Joel contém profecias em cinquenta dos 73 versículos, ou seja, 68% do livro, e envolvem 25 predições específicas.

Autor e Data

Joel significa Javé é Deus, e é um nome muito comum em Israel, e o profeta é especificado como filho de Petuel.


Nada se sabe sobre Joel, sobre as circunstâncias de sua vida. É provável, que tenha vivido em Judá e profetizado na capital do Reino do Sul, Jerusalém.
Também não se pode datar o livro com absoluta certeza, e muitos estudiosos divergem em opiniões sobre a data da escrita de Joel.

Há referências tanto em Amós como em Isaías que também estão em Joel (comparar Am 1.2 com Jl 3.16 e Is 13.6 com Jl 1.1). É possível tanto Joel ter emprestado deles quanto eles de Joel. E essa é a opinião mais aceita: Joel emprestou para Amós e Isaías, fazendo dele um dos mais antigos profetas dos profetas (tanto em geral quanto dos menores).

A adoração a Deus, restaurada pelo sumo sacerdote Joiada durante o reinado de Joás (II Rs 11; II Cr 23.16), é suposta por Joel. Assim, muitos sustentam que Joel profetizou durante os trinta primeiros anos do reinado de Joás (83-796 a.C.), quando Joiada era o conselheiro do rei. Isso colocaria o ministério de Joel por volta de 835 a 805 a.C.

Como mencionei, não há consenso quanto a data de Joel. Alguns estudiosos, entretanto, supõem que Joel tenha vivido em uma época posterior ao cativeiro babilônico.

Algo de Joel

Joel profetizou durante uma grande e horrenda praga de gafanhotos, um juízo de Deus sobre o reino de Judá, seguido por uma severa seca. A praga de locustas (gafanhotos) acerca do que Joel relatou os danos era maior do que qualquer um jamais tinha visto. Toda a safra e as sementes para o plantio da próxima safra foram destruídas. A fome e a seca se apoderaram de toda a terra. O povo e os animais estavam morrendo. A única explicação para ela era o julgamento de Deus.

Quatro ondas dessas criaturas em forma de exército haviam consumido tudo: primeiro a lagarta, depois o gafanhoto, depois a locusta e por fim o pulgão. Cada uma comeu o que a outra deixou, despojando a terra de folhagem.
Os que bebem já não têm mais vinho. Os sacerdotes não têm nada a oferecer em sacrifício a Deus. Os fazendeiros e os viticultores não têm nada para cuidar. Não havia lugar na vida de Judá que não havia sido dramaticamente e tragicamente afetado.

Mesmo horrível como ela foi, essa praga não é nada comparada ao julgamento de Deus que está a caminho. Não só Judá, mas todos os povos do mundo serão chamados diante de Deus. A mensagem profética é: "Se você acha que a praga do gafanhoto é má, espere até que você veja o julgamento final do SENHOR."

Algumas das afirmações proféticas no livro de Joel são típicas em sua natureza, outras pertencem à classe de predição específica já cumprida, mas o futuro "Dia do SENHOR" recebe grande ênfase.
As profecias neste livro podem ser divididas em quatro porções:
1) um tipo profético do Dia do SENHOR (Jl 1.1-20);
2) a profecia direta do próprio Dia do SENHOR (Jl 2.1-32);
3) a profecia do castigo das nações (Jl 3.1-17);
4) a profecia da bênção completa do reino para Israel (Jl 3.18-21).

O tipo profético do Dia do SENHOR em Joel 1.1-20 é uma declaração do juízo de Deus sobre Judá que aconteceu durante a vida do próprio Joel. Então, usando a calamidade dos gafanhotos como uma poderosa ilustração, Joel expande sua mensagem para predizer eventos do fim dos tempos. Este profeta antevê o derramamento do Espírito Santo, aplicado por Pedro ao Pentecostes (At 2), mas que só será perfeitamente cumprido na Segunda Vinda de Cristo. Tanto o castigo das nações quanto a batalha daquele Grande Dia do Deus Todo Poderoso (Armagedom) estão dentro do escopo deste livro (ver Ap 16.14).

A expressão "O Dia do SENHOR", mencionada cerca de vinte vezes no Antigo Testamento por oito profetas, pode em alguns casos se referir a castigos divinos na história de Israel que podem prenunciar o futuro, mas geralmente indica a intervenção direta do SENHOR na terra nos últimos dias, inclusive o Reino Milenar de Cristo. O Livro tem seu clímax numa descrição do reinado messiânico em Jerusalém e das bênçãos que caracterizarão o reino de Cristo.

Joel profetiza a Era da Igreja - um tempo e que todos os povos, em todos os lugares, podem invocar o nome do Senhor, serem salvos dos seus pecados e se tornarem participantes no Reino de Deus. Através da habitação do Espírito Santo, a Igreja se torna o Corpo de Cristo no mundo. Os propósitos redentores de Deus são estendidos e disponíveis a todo crente que está cheio do Espírito.

Este é o tempo em que vivemos hoje. Temos o privilégio de experimentar a nossa própria salvação e de sermos aqueles que irão levar as Boas Novas a todos os que ouvirão.

Jesus é quem promete a vinda do Espírito em resposta à Sua consumada obra de redenção e retorno ao Pai (Jo 14.15-18; 16.5-24). Na vinda do Espírito Santo no Pentecostes, nós temos o retorno espiritual de Cristo pra habitar em Seu povo e conduzir Seu Corpo, a Igreja. Sua volta física literal é predita aqui no Livro de Joel.

O profeta foi obviamente (dããã!) inspirado pelo Espírito a ver a mão de Deus em tudo o que está acontecendo e ser capaz de saltar em direção ao terrível Dia do SENHOR.
Mas é claro que a passagem mais conhecida da referência de Joel ao Espírito Santo é Joel 2.28-32. O profeta vê um tempo no futuro ("depois"), quando o Espírito de Deus for derramado sobre toda a carne. Jovens e velhos, homens como mulheres, irão experimentar esse derramamento.

28 E há de ser que, depois derramarei o meu Espírito sobre toda a carne, e vossos filhos e vossas filhas profetizarão, os vossos velhos terão sonhos, os vossos jovens terão visões.
29 E também sobre os servos e sobre as servas naqueles dias derramarei o meu Espírito.
30 E mostrarei prodígios no céu, e na terra, sangue e fogo, e colunas de fumaça.
31 O sol se converterá em trevas, e a lua em sangue, antes que venha o grande e terrível dia do SENHOR.
32 E há de ser que todo aquele que invocar o nome do SENHOR será salvo; porque no monte Sião e em Jerusalém haverá livramento, assim como disse o SENHOR, e entre os sobreviventes, aqueles que o SENHOR chamar.
Essa seção das Escrituras ficou oitocentos anos suspensa, sem cumprimento.

O Espírito já tinha vindo sobre os profetas, reis e sacerdotes, mas nunca tinha havido tal derramamento geral do Espírito. Mas, no Dia de Pentecostes, o Espírito veio com tanto poder e força, que Ele chamou a atenção das multidões, que estavam reunidas em Jerusalém para a festa.
Pedro toma dessa seção profética e afirma: "Mas isto é o que foi dito pelo profeta Joel" (Atos 2.16).
Uma nova era nasceu, a Igreja recebe poder e, agora, todo aquele que invocar o nome do SENHOR será salvo. O Espírito está disponível a todos nós.

Mas, apesar dessa seção ser a favorita de nós cristãos pentecostais/renovados/carismáticos, não podemos nos esquecer da seção anterior do capítulo 2 para que aconteça tal derramamento do Espírito em nossas vidas, famílias, lares e igrejas. No capítulo 2 de Joel, versículos de 12 a 17, vemos o elemento para o avivamento: arrependimento. Arrependimento por parte dos ministros da Igreja (os sacerdotes). Arrependimento por parte de toda a congregação: os anciãos, os homens, as mulheres, os jovens, os adolescentes e as crianças.

12 Ainda assim, agora mesmo diz o SENHOR: Convertei-vos a mim de todo o vosso coração; e isso com jejuns, e com choro, e com pranto.
13 E rasgai o vosso coração, e não as vossas vestes, e convertei-vos ao SENHOR vosso Deus; porque ele é misericordioso, e compassivo, e tardio em irar-se, e grande em benignidade, e se arrepende do mal.
14 Quem sabe se não se voltará e se arrependerá, e deixará após si uma bênção, em oferta de alimentos e libação para o SENHOR vosso Deus?
15 Tocai a trombeta em Sião, santificai um jejum, convocai uma assembleia solene.
16 Congregai o povo, santificai a congregação, ajuntai os anciãos, congregai as crianças, e os que mamam; saia o noivo da sua recâmara, e a noiva do seu aposento.
17 Chorem os sacerdotes, ministros do SENHOR, entre o alpendre e o altar, e digam: Poupa a teu povo, ó SENHOR, e não entregues a tua herança ao opróbrio, para que os gentios o dominem; porque diriam entre os povos: Onde está o seu Deus?

O arrependimento deve começar pelos líderes como diz 1.13.
Cingi-vos e lamentai-vos, sacerdotes; gemei, ministros do altar; entrai e passai a noite vestidos de saco, ministros do meu Deus; porque a oferta de alimentos, e a libação, foram cortadas da casa de vosso Deus.

E toda a igreja deve se arrepender coletivamente dos seus pecados (1.14).
Santificai um jejum, convocai uma assembleia solene, congregai os anciãos, e todos os moradores desta terra, na casa do SENHOR vosso Deus, e clamai ao SENHOR.

Fonte:
- Bíblia de Estudo Profética;
- Bíblia de Estudo Plenitude.

6 comentários :

  1. Graça e paz irmão amado.
    Parabéns pelo espaço.
    Que Deus te abençoe.
    Visite-nos: http://caminhoplano.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Deus abençõe irmão césar, que Deus continue lhe dando está graça e conservando sua vida para abençoar o povo de Deus na terra, muito bom este estudo já é um dos mais completos que conheci.
    Que a paz do Senhor esteja contigo
    Pastor Jurandir Carvalho Salto/Sp Ass. de Deus Campo de Itu

    ResponderExcluir
  3. Amém Pr. Jurandir!
    Muito obrigado pelas palavras de benção!
    Paz do Senhor"

    ResponderExcluir
  4. obrigado por DEUS TE TI USADO PARA ABENÇOAR OUTRAS VIDAS ERA O QUE EU PRECISAVAR LER.

    ResponderExcluir
  5. Obrigado querido anônimo por sua visita e comentário!

    Que Deus continue falando ao teu coração através deste blog!

    ResponderExcluir

Regras:
Não ofenda, ameace ou xingue ninguém.
Não inclua links desnecessários no conteúdo do seu comentário.
Por favor, evite CAIXA ALTA ou erros de ortografia.

OBS: Os comentários dos leitores não refletem as opiniões do blog.

Agradeço a todos que comentam! Muito obrigado, o Ministério César Aquino Bezerra é feito com você!

Siga-me no Twitter e
curta nossa página