Pesquisar

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Buscando a Presença - Parte 2

Por Nívea Soares

Meditando a respeito da vida de Saul, podemos entender o que o levou a não se preocupar em trazer de volta a arca do Senhor, símbolo de Sua presença no meio do povo.

1-A Voz do Povo

Saul foi rei sob a vontade permissiva de Deus, e não pela Sua vontade suprema.

O povo queria ter um rei sobre si “assim como as outras nações o tinham”, alegando que Samuel já estava velho e que não teria condições de continuar sendo juiz sobre Israel. Em I Samuel 8:7 o Senhor diz a Samuel: "Ouve a voz do povo em tudo quanto te disser, pois não tem rejeitado a ti; antes, a mim tem me rejeitado, para eu não reinar sobre ele". O Senhor queria ser o rei sobre Israel naqueles dias. Ele queria ser conhecido do seu povo, reafirmar sobre Israel o Seu caráter de santidade, depois de ter sido tão mal representado pelos antigos sacerdotes Eli e seus filhos Hofni e Finéias. O Senhor queria preparar o povo para o rei que ele já tinha escolhido: Davi. Ele seria um rei segundo o coração de Deus. Mas o povo se antecipou e quis ser ''como as outras nações". Deus então, escolheu Saul. Ele era um jovem bonito, que se destacava dentro todos os do povo, mas que não era o centro da vontade dele para Israel.

Algumas situações que tomam lugar na nossa vida, podem parecer muito boas e cômodas aos olhos humanos, mas não são o centro da vontade de Deus pra nos. Ele certamente permite que façamos nossas escolhas. Mas quantas delas expressam a vontade perfeita de Deus? A Bíblia diz que não sabemos orar como convém. Precisamos que o Espírito Santo interceda por nos com gemidos inexprimíveis. Jesus nos ensinou a orar para que o reino de Deus venha e a vontade Dele seja feita na Terra assim como ela e feita no céu. Para isso precisamos da ação sobrenatural do Espírito Santo. Precisamos de Sua revelação. Precisamos do fluir dos dons e do poder do Espírito de Deus para que sigamos nos centro da Sua vontade pra nós.

Tenhamos cuidado! A voz do povo pode não ser a voz de Deus. Algumas lideranças querem tanto agradar ao povo, satisfazer ao povo, seguir as tendências comerciais e mundanas para atrair as massas, que calam a voz do Espírito Santo e preferem usar as estratégias marqueteiras para terem suas igrejas e eventos cheios de gente. Mas nem tudo o que e popular e bem aceito pela maioria e o centro da vontade de Deus. No reino de Deus não vivemos uma democracia. Vivemos sob o senhorio de um Rei que precisa ser obedecido para que o reino venha a se expandir sobre o reino das trevas.

Deus esta levantando agora mesmo, pessoas que anseiam pela expansão do reino de Deus. Pessoas que tem fome e sede de que a vontade de Deus seja feita na Terra assim como ela e feita nos céus. São pessoas que estão dispostas a não andarem conformados com a maioria, mas a seguirem a vontade perfeita de Deus custe o que custar.

Continua…

Um abraço a todos.
Nívea.

Veja ainda: Buscando a Presença (Parte 1)